segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Vira-lata presidencial

 
07/11/08 - 19h38 - Atualizado em 07/11/08 - 20h02

'Vira-lata' Obama fala sobre futuro cão da família

Eleito disse que cachorro sairá de um abrigo.
'Lá tem muitos vira-latas, como eu', afirmou o futuro presidente dos EUA.
Em meio à seriedade da primeira entrevista após ser eleito presidente dos EUA, Barack Obama soltou um leve sorriso ao comentar sobre qual será o cão que a família escolherá.

Ele prometeu à filha Sasha, de 7 anos, que lhe daria um cachorro quando se mudassem para a Casa Branca.

Obama comentou que estão procurando um que não cause alergias na filha mais velha, Malia, e que pegarão o bicho de um abrigo. "Obviamente, um monte de cachorros de abrigos são vira-latas como eu", disse ele,se referindo ao fato de ser filho de pai queniano e mãe americana (do Kansas).
E antes mesmo de ser escolhido, o futuro cachorro dos Obama já gerou polêmica na internet, onde os internautas começaram a opinar sobre a cor e a raça do cão, ou a recomendar ao presidente que faça a opção por algum animal de rua. 
Diante de milhares de pessoas no meio de seu discurso após a vitória nas eleições, Obama reiterou a promessa de dar às filhas um animal de estimação.
A associação defensora dos animais Peta pediu a Obama que opte, por exemplo, por um cachorro de um abrigo para animais.

"Neste país, as pessoas são muito elitistas e preferem cachorros de puro sangue antes que qualquer outro, situação que faz com que milhões de cachorros mestiços morram abandonados e famintos", disse o presidente da associação, Ingrid Newkirk.
Em fóruns de discussão na internet, pessoas recomendam desde um da raça labrador como um golden retriever.

Em agosto passado, uma enquete do American Kennel Club divulgou que o poodle é a raça de cachorro ideal para a família de Barack.

Para realizar a enquete, o clube fez uma pré-seleção dos candidatos a se tornar o cão presidencial, levando em conta que uma das filhas sofre com alergias.

Outros requisitos para o cachorro dos Obama eram que deveria ser de uma raça sociável com as crianças, um bom companheiro de viagem a bordo do avião presidencial Air Force One, ter um nível de energia moderado e um temperamento estável de modo a "se adaptar a uma ampla variedade de visitantes, desde chefes de Estado a membros da imprensa".

Na votação, em que participaram mais de 42 mil pessoas, o poodle conseguiu vencer "por poucas centenas de votos" o wheaten terrier de pêlo suave, "em uma disputa quase tão acirrada como a de Hillary Clinton e Obama para ganhar a nomeação democrata à Presidência", assinalou o American Kennel Club.

 


Nenhum comentário: